Mitos e verdades sobre a psoríase e a artrite psoriásica

Mitos e verdades sobre a psoríase e a artrite psoriásica

Revisado por: - CRM-SC 4848 RQE 1071
Publicado em 07/01/2019Notícias

mitos-e-verdades-sobre-a-psoriase-e-a-artrite-psoriasica

Artrite psoriásica (AP), também conhecida como psoriática, é uma doença inflamatória que pode afetar as articulações de portadores de psoríase em diferentes graus. Seus sintomas, que costumam causar vermelhidão, inchaços e dor na região afetada, vêm acompanhados de lesões na pele que surgem próximas aos joelhos, cotovelos, couro cabeludo, umbigo e também podem afetar as unhas.

A AP se caracteriza pelo aparecimento de placas eritematosas cobertas por escamas esbranquiçadas, frequentemente pruriginosas, que são facilmente destacáveis. Não são contagiosas, pois são de caráter familiar.

Estima-se que de 5% a 40% dos portadores de psoríase podemapresentam os sintomas da AP. Para contribuir com o entendimento sobre esses dois distúrbios, esclarecemos alguns mitos e verdades sobre eles. Confira!

O que é mito e verdade sobre artrite psoriásica e psoríase 

1) A psoríase e a artrite psoriásica são contagiosas

Mito. Na verdade, nenhuma das duas doenças é contagiosa. Parte dessa confusão se deve ao fato de que elas têm ligação hereditária, ou seja, costumam se manifestar em mais de uma pessoa da família. Porém, não há como contrair a doença através do contato com outra pessoa, bem como transmiti-la.

2) A artrite psoriásica não tem cura

Verdade. Outro ponto em comum entre artrite psoriásica e psoríase é que ambas são consideradas doenças crônicas, ou seja, não possuem cura definitiva. No entanto, há diversasopções de tratamento que visam minimizar os seus sintomas, como aliviar a dor, prevenir as  deformidades articulares e assim as incapacidades permanentes.

3) As doenças precisam ser tratadas de forma multidisciplinar

Verdade. Quem é portador de artrite psoriásica deve procurar inicialmente um reumatologista, visto que é o profissional especializado em tratar doenças que afetam ossos e articulações.

Paralelamente, pode haver necessidade de intervenção de outras áreas, como dermatologistas, fisioterapeutas e psicólogos, a fim de promover um tratamento tanto físico quanto psicológico, já que a doença pode ser desencadeada por aspectos como o estresse.

4) Essas doenças afetam somente as extremidades do corpo (mãos e pés)

Mito. Assim como outras artrites, como a artrite reumatóide, a artrite psoriásica pode afetar grandes e pequenas articulações do corpo, da coluna, bem como outros órgãos, como os olhos, por exemplo causando inflamações como “uveítes”.

5) Os sintomas manifestam ao mesmo tempo

Mito. O acometimento articular da psoríase pode ser antes do acometimento cutâneo, simultâneo ou posterior ao acometimento cutâneo. O comprometimento articular na psoríase pode ser:

  • monoarticular (de uma junta só) na sua fase inicial;
  • oligoarticular (menos de 4 articulações);
  • só de juntas distais dos dedos (interfalangeanas distais das mãos);
  • forma mutilante;
  • somente da coluna (espondilite psoriásica);
  • e tipo reumatóide. 

6) Trata-se de uma doença silenciosa

Mito. Por se tratar de uma inflamação, esse tipo de doença reumática possui sintomas muito característicos, como dor, inchaço, vermelhidão e calor nas articulações afetadas.

Além disso, como quem tem psoríase e artrite psoriásica também conta com a presença de escamas cinzas, chamadas de placas, junto a tendões, ligamentos e juntas, dificilmente uma pessoa não vai reparar a sua existência. O que pode variar é a intensidade e o tamanho das placas, principalmente quando a doença estiver em seu estágio inicial.

7) A alimentação influencia na doença

Verdade. A obesidade e o alcoolismo estão bem definidos como fatores agravantes para a psoríase. Assim, alimentar-se de forma equilibrada e evitar excessos é indicado para combater o sobrepeso, que acaba provocando uma sobrecarga nas articulações e, consequentemente, agravando as queixas de dores.

Além disso, sugere-se optar por uma dieta rica em cálcio, vitaminas e proteínas, que influenciam diretamente na saúde dos músculos e ossos, e evitar alimentos inflamatórios, como gorduras, glúten e açúcar refinado.

Você tem mais alguma dúvida sobre a psoríase e a artrite psoriásica? Envie sua pergunta pelo formulário de contato ou envie uma mensagem no Facebook da SCR.  

Material revisado por:
- CRM-SC 4848 RQE 1071

Graduação em Medicina pela Universidade Federal de Pelotas – UFPEL - 1984 Especialista em Medicina Interna e Reumatologia pelo Hospital de Clinicas de Porto Alegre/RS -1985-1989 Especialista em Terapia Intensiva pela AMB e AMIB - 1994 Subespecialidade: Habilitação em Densiometria Óssea pela SBDENS/CBR - 1998 Título de especialista em Reumatologia AMB/SBR - 1988

Cartilhas

As doenças reumáticas têm maior sucesso no tratamento quanto mais cedo forem diagnosticadas. Para isso, é importante estar alerta aos fatores de risco e sintomas das principais doenças.

Ver cartilhas
cartilhas